A região


Esposende situa-se a Norte, no Minho, pertencendo ao distrito de Braga. Deste distrito, com 14 concelhos, é o único com território litoral. Limitam-no a norte o concelho de Viana do Castelo, a sul o concelho da Póvoa de Varzim e a nascente o concelho de Barcelos. O concelho de Esposende é constituído por 15 freguesias e abarca uma área de 95,18 Km2. Sendo o segundo concelho mais pequeno do distrito de Braga, é também aquele que apresenta a maior densidade populacional (334 habitantes/Km2) de toda a província do Minho. A sua morfologia permite distinguir, grosso modo, duas zonas de características bem distintas. Uma abrangendo a zona costeira que se estende dos rios Neiva ao Cávado, mas a Sul deste inflectindo para o interior; a outra, encontra-se a Nascente da arriba que corre paralelamente à costa e onde se encontram os pontos mais altos do concelho.

Sendo um concelho estruturalmente agrícola não deixa, todavia, de ter já uma certa vivência industrial e uma determinada orientação turística, sendo detentor de uma grandeza patrimonial impar, revelada através da arquitectura dos lugares e nos usos e costumes tradicionais. A faixa costeira que se estende desde Esposende a Ofir Fão é considerada uma das mais belas zonas da orla marítima do norte de Portugal.Junto à foz do rio Cávado situa-se a freguesia de Fão. Confina a norte com o rio Cávado, a sul com Apúlia, a nascente com Fonte Boa e a poente com o oceano Atlântico. Tem uma área de 6,04 km2 sendo a densidade populacional de 470,5 habitantes por km2.

O santo padroeiro da paróquia de Fão é S. Paio. Como património cultural e edificado, esta freguesia possui a Igreja Paroquial, a Igreja da Misericórdia, a Capela da Senhora da Bonança, a Capela de Santo António da Fonte, a Capela da Senhora da Lapa, a Igreja do Bom Jesus, o Museu d’Arte e Núcleo Museológico da Santa Casa da Misericórdia. No património arqueológico é de destacar o Cemitério Medieval das Barreiras. Esta freguesia tem também como locais de interesse a visitar, as praias e o pinhal de Ofir.A sul da foz do Rio Cávado, integrada na Área de Paisagem Protegida do Litoral de Esposende, a Praia de Ofir, apelidada muitas vezes de “Algarve em miniatura”, rodeada por dunas e pinhais, é um dos mais belos trechos do litoral norte de Portugal.

Uma curiosidade natural são os rochedos que na maré baixa emergem no mar e que pelo seu formato são popularmente designados por cavalos de Fão. Além disso, o rio Cávado, o seu estuário e a foz, apresentam-se como um local estratégico para as aves migratórias, enchendo os céus de Ofir de um espectáculo fenomenal. O rio Neiva e suas águas límpidas, o verde do pinhal de Ofir e as vistas deslumbrantes que os diversos miradouros oferecem sobre Esposende, são apenas alguns dos motivos de interesse do concelho em que a riqueza da paisagem natural e do património construído pela mão humana, como são o caso dos moinhos de ventos, os campos em masseira, as azenhas e os castros, conjugam-se numa harmonia única, constituindo paisagens de elevado valor cénico e ambiental e que confirmam Esposende como um dos mais belos concelhos da região Norte.

Para conhecer melhor Esposende visite o site: Visite Esposende

Para conhecer melhor a região visite o site: Turismo Porto e Norte 
Image Map